00:00
21° | Nublado

Primeiros cuidados

(Foto: Divulgação)

Publicado em 28/08/2017

É difícil dizer a idade certa para começar a cuidar da pele. Os cuidados com ela começam com a higiene, que por sua vez, acontecem assim que nascemos. Em relação aos tratamentos estéticos e técnicas de beleza, os jovens em idade de crescimento costumam procurar os consultórios ainda muito novos devido aos problemas, principalmente, com a acne. As primeiras alterações na pele são chamadas de lesões elementares da acne como os comedões (famosos cravos), pequenas pápulas (que são lesões chamadas pelos adolescentes de “bolinhas”) e pústulas (espinhas abertas e ativas), espinhas fechadas (nódulos), são elas que fazem cada vez mais os jovens buscarem tratamento.

A esteticista Maria de Fátima Lima Pereira orienta a não conta não “cutucar” a pele, para não desencadear lesões ou possíveis contaminações, além das cicatrizes. “Os mais novos também devem passar pela adequada higiene e uso pontual de produtos sob indicação, além de procurar um especialista experiente para determinar o êxito do tratamento”, afirma a profissional.

As principais recomendações para o cuidado com a pele são: demaquilagem, higienização, esfoliação – uma ou no máximo duas vezes na semana, tonificação, aplicação do hidratante adequado e filtro solar.  Para peles secas, Fátima sugere a utilização de esfoliantes suaves, e em peles mistas e/ou oleosas, o uso do esfoliante duas vezes na semana. O uso dos cremes anti-idade é recomendado para pessoas a partir dos 25 anos, porém, se a pele sofreu muita exposição solar, ou foi malcuidada, a esteticista recomenda antecipar o seu uso, mas para isso é necessária uma orientação quanto à forma cosmética mais adequada, porque o uso indevido pode ser desencadeador de acne.

 

Da Redação