00:00
19° | Poucas Nuvens

Resgate coletivo
Movimento Traços Urbanos lança programação de ações pela requalificação dos espaços urbanos no Centro de Florianópolis

Iniciativa reúne pessoas de diferentes competências e áreas de atuação que compartilham, de forma voluntária, o interesse de transformar a cultura urbana (Fotos: André Moecke/Divulgação Movimento Traços Urbanos)

Publicado em 21/03/2017

Da redação

Arte de rua para idosos, caminhada guiada pelo centro de Florianópolis, piquenique no Parque da Luz, workshop sobre calçadas, palestra sobre o conceito de cidade limpa e oficinas de relacionamento com a comunidade do chamado Distrito Criativo, localizado ao leste da Praça XV de Novembro, em Florianópolis, estão na programação de ações lançada pelo Movimento Traços Urbanos esta semana.

No dia 8 de abril, será realizada a ação ‘Arte de Rua para Idosos’, com intervenções na região do Distrito Criativo. Os artistas serão pessoas acima de 60 anos que habitam ou frequentam o local. “A ideia é resgatar a história dos traços urbanos da cidade através de memórias transformadas em arte”, explica Cássia Aresta, coordenadora do Grupo Arte | Grafite. A programação acontecerá das 9h às 12h. O ‘perfil do Distrito Criativo’ será revelado no dia 11, às 19h, no Museu da Escola Catarinense (MESC), quando serão apresentados os levantamentos feitos pelo Movimento Traços Urbanos durante o evento Nossa Rua, em novembro do ano passado.

A comunidade também está convidada para uma ‘Caminhada cultural pelo Centro Histórico’, organizada pelo Grupo Turismo. “Conhecer para amar, amar para preservar” é o tema do tour, que será realizado em duas oportunidades: no dia 29 de abril e no dia 6 de maio. “A intenção é ressignificar a paisagem e as edificações do Centro Histórico pelas quais passamos desatentos cotidianamente valorizando os patrimônios históricos, culturais e ambientais”, argumenta Felipe Augusto Rizzon, coordenador do grupo. No dia 29, o roteiro será iniciado às 14h, em frente ao MESC. A duração do passeio é de cerca de 1h30, e o encerramento será na Praça dos Três Poderes, com um piquenique coletivo.  No dia 6 de maio, o roteiro será guiado no idioma inglês, com saída do MESC, às 14h, dirigido a turistas e moradores estrangeiros.

  Em maio, o Movimento Traços Urbanos retoma o evento NOSSA RUA – Espaços Urbanos, com a temática ‘Cidade Limpa’. “Queremos abordar a importância da Cidade Limpa para a qualificação dos espaços urbanos com a participação das crianças como protagonistas e multiplicadoras desse conceito”, resume Giovani Bonetti, coordenador do grupo Palestras e Debates. O evento será realizado nos dias 5, das 19h às 21h, e 6, das 8h30 às 13h30, no Museu da Escola Catarinense (MESC) e no entorno imediato, voltado para arquitetos e urbanistas, para pedagogos, para a comunidade local e para crianças, entre 6 e 12 anos.

O grupo ‘Calçadas – espaço de circulação e convivência’ programa a realização de um workshop, com representantes de instituições atuantes na região e com os usuários: comerciantes, moradores e pedestres.  “Nosso objetivo é qualificar calçadas e extensões da porção leste da Praça XV de Novembro”, adianta Ricardo de Freitas, coordenador do Grupo Calçadas Inteligentes. No workshop serão apresentadas as propostas que serão desenvolvidas pelo Movimento Traços Urbanos, com a participação de estudantes de Arquitetura e de Design. A Udesc já confirmou apoio à ação com a elaboração do mobiliário urbano a ser inserido na região.

Necessidades da comunidade

Em paralelo, o Movimento Traços Urbanos ampliará as ações de relacionamento com a região-alvo escolhida, batizada de Distrito Criativo. O Grupo Oficinas planeja a realização de duas oficinas, uma para levantamento de dados relacionados aos projetos a serem desenvolvidos, e definição de método de seleção junto ao Movimento Traços Urbanos e à comunidade; e outra para o engajamento da comunidade aos projetos e demais grupos. Um calendário de eventos organizados por outros atores na região será elaborado. “Para intervir no local, consideramos que é essencial ampliar a rede de informações e de relacionamento, engajando os membros do Movimento com a comunidade e vice-versa. O principal objetivo é validar os projetos já existentes no Movimento Traços Urbanos para ver se estão de acordo com as reais necessidades do entorno”, enfatiza Beatriz Kubelka, coordenadora do Grupo Oficinas.

Sobre o Movimento Traços Urbanos

Planejar e executar ações que contribuam para a requalificação dos espaços públicos e de uso coletivo de Florianópolis. Essa é a meta do movimento Traços Urbanos, formado por um grupo transdisciplinar com pessoas de diferentes competências e áreas de atuação. Em comum, elas compartilham o interesse de transformar a cultura urbana a partir da revitalização de diversas regiões da cidade, de forma voluntária. Iniciado em agosto de 2016, idealizado pelos arquitetos e urbanistas Giovani Bonetti e Silvia Lenzi, a partir de uma conversa informal entre amigos, o movimento foi sendo ampliado e hoje reúne 148 pessoas, entre arquitetos, engenheiros, designers, jornalistas, artistas plásticos, fotógrafos e educadores, atuantes nos setores privados e públicos. Os membros mantêm contato permanente pelas redes sociais e aplicativos de conversas e reúnem-se periodicamente na sede do Museu da Escola Catarinense (MESC), no coração da área que chamam de Distrito Criativo, ao leste da Praça XV de Novembro. Essa é a região-alvo das primeiras ações desenvolvidas pelo Movimento Traços Urbanos.

Acompanhe:

http://www.movimentotracosurbanos.com

http://www.facebook.com/movimentotracosurbanos