00:00
17° | Poucas Nuvens

Um convite especial
Decanter apresenta novo cardápio de seu wine bar e bistrô

O chef francês Charles Bailhes (E) e Alex Floyd em sintonia na cozinha (Foto: Reprodução)

Publicado em 09/05/2017

Ceres Azevedo

O cardápio do wine bar e bistrô da Decanter está de cara nova. Com a recente contratação da assessoria do chef Alex Floyd, a gastronomia está surpreendendo com seus novos pratos. Aqui em Florianópolis as panelas estão sob o comando das mãos e da criatividade do chef francês Charles Bailhes que, junto com o olhar atento de Alex Floyd, elabora pratos com sabores delicados em harmonia com o vinho, a música e o ambiente acolhedor.

Em noite de degustação, fui recebida com as deliciosas novidades do cardápio. Já na chegada um brinde com o espumante Lírica (Cave Hermann, Brasil) abriu o caminho para a degustação dos pratos. O primeiro a ser servido foi um dueto de bruschettas Caprese e Shiitake. Perfeitas na apresentação e no sabor e em harmonia com o espumante Lírica.
 

Na sequência fui surpreendida por um Velouté de abóbora. Imperdível para estas noites de outono, o aveludado creme de abóbora com delicado sabor de laranja e pequenos camarões nos encantou pela suavidade dos sabores e harmonizou com o frescor do Chardonnay Aventura (Caliterra, Chile).

Assistindo à montagem dos pratos e admirando a maestria dos chefs, eis que chegou a hora do super ” Steak Sandwich Decanter”. À primeira vista parecia que eu não ia dar conta, mas a maciez do filé mignon, em harmonia com um rellish de tomate cereja picante e a maionese de mostarda Dijon, entre as fatias de pão Ciabatta, surpreenderam. Entre uma garfada e outra o sanduíche já nem parecia tão grande. A harmonização foi feita com o tinto Tempranillo Marquês de Toledo Crianza (Espanha).

Para finalizar, a suavidade de um perfeito Crème Brûlée. A deliciosa sobremesa foi servida com compota de morango e limão. O doce do creme, a casquinha de açúcar queimado (no ponto certo) e o azedinho do limão na compota de morango, fecharam com “chave de ouro” a noite de degustação. Ah, faltou falar do vinho de sobremesa, Alambre Moscatel de Setúbal (Portugal), macio e elegante, fez a harmonia perfeita com o Crème Brûlée.


E então, ficou com água na boca? Vale a pena conferir! Um brinde a todos e muito sucesso ao novo cardápio.