00:00
19° | Nublado

Coluna Mário Pinheiro - 2ª quinzena de maio

A Japan House, localizada na Avenida Paulista, tem três andares com atrações gratuitas voltadas à arte, gastronomia e tecnologia (Foto: Reprodução)

Publicado em 23/05/2017

Escravos de Jó jogavam ...

Tira, põe, deixa ficar. Afinal, qual Plano Diretor deve utilizar? Depois de muito baixar a cabeça, a Prefeitura Municipal de Florianópolis se posiciona diante das negativas no avanço ao processo de aprovação e revisão do Plano Diretor. Percebe-se que, ao governar com medo, você adia, você espera, você não faz e, por conta disso, dá a sua resposta à altura.

Os prejuízos na construção civil e áreas afins já se mostram incalculáveis, principalmente pelo número de desempregados e por empresas dependentes desse mercado que fechou as suas portas. É complementado ainda pela falta de arrecadação dos impostos pertinentes e que também contribuem para a aceleração do crescimento da nossa cidade. Sem conhecimento técnico, sem um debate aberto, franco, justo e coerente, dois ou três ficam atrás da mesa ditando sentenças e regras sem realmente dizerem o que querem e qual é o propósito. Pois querem algo, mas algo que talvez não seja possível para uma cidade denominada Capital do Estado.

Dito isso, continuamos vivendo incertezas e investindo tempo e dinheiro em algo impalpável, terrenos adquiridos diante de uma legislação onde nós, profissionais, temos que nos posicionar com os nossos clientes, apresentando estudos de potenciais construtivos, que balizam a produtividade e estabelecem um valor real do imóvel. Damos a anuência técnica que, posteriormente, pode cair por uma inconsistência do “achismo”.

Onde estamos? Numa aldeia indígena onde somente um cacique diz o que vale e desconsidera os seus xamãs (técnicos), ou num campo de concentração onde se baixa a cabeça para minimamente tentar viver?

JAPAN HOUSE  

Construído pela comunidade japonesa em São Paulo, a Japan House, centro cultural dedicado à cultura nipônica, foi inaugurado no mês de abril. O prédio, localizado na Avenida Paulista, tem três andares com atrações gratuitas voltadas à arte, gastronomia e tecnologia. O espaço ainda terá um café e um restaurante japonês do chef Jun Sakamoto.

ARQ SC 2017                                                             

A nona edição do anuário ArqSC já está circulando pela cidade com uma seleção de projetos de qualidade que representam a produção arquitetônica de Santa Catarina. Construída nos últimos anos por conceituados escritórios, a publicação aborda os campos da arquitetura: interiores, comercial, corporativo, paisagismo.

DESIGN BUSINESS FAIR 

Florianópolis recebeu neste mês a 1ª Design Business Fair, no Jurerê Sports Center, em Jurerê Internacional. O evento reuniu palestras, talk shows, workshops, exposições e oficinas. Teve exibição de produtos das marcas Eliane, Karsten, Pantone e outras, e a presença de designers renomados. A ação foi promovida pelo Centro de Design Catarina e destacou a indústria criativa do Sul do Brasil. 


Sobre o autor

Mário Pinheiro

Colunista do Caderno de Arquitetura e Decoração do Imagem da Ilha


Ver outros artigos escritos?