00:00
21° | Poucas Nuvens

Prepare sua vida para o pet idoso


Publicado em 23/05/2017

Pelos brancos no focinho e na cabeça, menos energia para brincadeiras e exercícios, olhos mais secos. Estes são alguns possíveis sinais de que o seu cão ou gato está ficando velhinho. A idade chega para todos, mas é importante preparar sua casa e sua vida para uma rotina diferente da que o pet levava quando era mais jovem. Para que o animal viva com qualidade de vida, é importante remanejar os locais que ele fica com mais frequência. Confira as dicas:

- Evite qualquer tipo de obstáculo aos animais, para que eles não tenham dificuldades de circulação pela casa ou sofram algum acidente, principalmente os que possuem algum grau de perda de visão. Cuidado com as escadas!

- Em casos de problemas ortopédicos, vale colocar tapetes emborrachados que evitem que o pet escorregue e para que ele se levante com facilidade, principalmente no local onde ele fica na rotina. Se você tem um gatinho, a recomendação é adaptar a caixa de areia. As bordas dela devem ser mais baixas para que não sejam um obstáculo;

- Deixe água disponível em vários locais da casa, principalmente para os gatos. Isso porque animais com doenças renais, por exemplo, têm uma necessidade de se hidratar com mais frequência e também porque muitos deles deixam de se deslocar até os potes de água por dor ao se levantar ou porque bate aquela preguiça;

- Mantenha a frequência de atividade física, não só para estimular a cognição dos animais, mas para manter a saúde muscular evitando fraqueza e atrofia que podem se desenvolver pela falta de atividade ou até piorar algum problema que já exista. Porém, prefira passeios mais curtos, em volta da quadra, porque se você precisar voltar, é mais fácil e rápido, além de escolher horários menos quentes do dia e brincadeiras no limite da disposição do pet. Em dias mais abafados, leve uma garrafinha de água gelada para resfriar seu amigo em caso de necessidade;

- O acompanhamento veterinário periódico com o objetivo de examinar o animal e a realização de exames de rotina é fundamental. Nestes, o profissional conseguirá avaliar a saúde do animal e, em caso de alterações, consegue ter um diagnóstico precoce, o que ajuda muito em todas as doenças.

Clínica Veterinária santo Chico
www.santochico.com.br