00:00
14° | Poucas Nuvens

Coluna Raul Sartori - 1ª quinzena de agosto/2017

(Foto: Quinho Mibach)

Publicado em 26/07/2017

Boquinha

O amor pela democracia do Movimento Brasil Livre (MBL) é só para a arquibancada.  Os principais líderes que estiveram à frente do impedimento de Dilma Rousseff  não recusaram atrativos cargos públicos Brasil afora, incluindo Florianópolis. Um deles, Ramiro Zinder, é diretor da Secretaria de Turismo da prefeitura da capital catarinense.

Fuga do Rio

O ex-jogador Branco, 53 anos, um dos heróis do tetra mundial de futebol, nos EUA, em 1994,  se cansou da violência no Rio de Janeiro, informou ontem o colunista Ancelmo Goes, de “O Globo”. Após ser assaltado quatro vezes — na última, saiu no braço com o bandido e, por pouco, não tomou um tiro —, o craque está praticamente morando em Florianópolis.

Mais iguais

A Procuradoria Geral de Justiça entregou na Assembleia Legislativa projeto de reestruturação administrativa e alteração no plano de cargos e salários dos seus servidores. A proposta gerará economia de R$ 6 milhões por ano para a instituição. Uma medida de contenção que  chama a atenção é a que acaba com promoção especial de servidores efetivos ocupantes de cargo comissionado. Esse privilégio existia lá? Inacreditável!

Alianças

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Silvio Dreveck (PP), notável pelo equilíbrio de seus posicionamentos, defende que o partido deve buscar alianças para a próxima eleição, em especial com os que tem afinidade ideológica e que também pretendem reduzir o tamanho da estrutura do Estado para que mais recursos possam ser aplicadas em áreas prioritárias como saúde, educação e segurança. Afinidade que o PP tem, hoje, com o PSD e o PSB.

Lavagem

Evidentemente que há dezenas de catarinenses – que, deslumbrados, se entregam nas redes sociais, na compulsão por mostrar o que são e têm de patrimônio – entre os milhares de brasileiros donos de imóveis no exterior mas que não declaram os bens no Brasil. Só em Miami são 2.100, adquiridos em 2015 e dos quais 75% pagos à vista.

DNA

Digna de todos os encômios a parceria que tem entre si há 10 anos o TJ-SC e diversos órgãos do Estado, que viabilizaram a confecção de 14 mil laudos de paternidade por análise de DNA, com resolutividade superior a 98% e para pessoas de comprovada hipossuficiência de recursos.

Suspeições

O Supremo Tribunal Federal declarou inconstitucionais leis aprovadas pela Assembleia Legislativa de SC que obrigavam o Estado a limitar o número de empresas autorizadas a fabricar placas de identificação de veículos automotores. Considerando-se que a frota atual passa de 4,7 milhões de veículos (parte deles exigindo duas ou até três), é mais que evidente que houve interesses escusos na condução da aprovação de tais leis. Limitar empresas resulta em afastar a competitividade, piorar a qualidade do serviço e aumentar o preço. É claro que que a maioria dos deputados sabia muito bem o que estava votando. Socorro!

Palavras ao vento

O Conselho das Federações Empresariais de SC (Cofem) avalia que a elevação de impostos anunciada pelo governo federal penaliza o setor produtivo e a sociedade e vai atrasar a retomada da recuperação econômica. As federações dos patrões defende reformas, corte de gastos públicos e crescimento econômico como caminho para o equilíbrio das contas públicas. Belo discurso, sem dúvida. Mas, que tal fazer com que os legisladores – quase todos com eleições financiadas por tais entidades -  compreendam isso e ajam de acordo? Sem isso  são palavras e discursos ao vento. E dinheiro mal investido na eleição de deputados e senadores demagogos e corruptos.

Emprego

O ex-deputado federal e ex-prefeito de Joinville, Carlito Merss, não está mais desempregado. É o mais novo integrante do Colégio de Vogais da Junta Comercial de SC (Jucesc). Petista de carteira, é o representante da União na entidade.

Civismo

Entristece saber que é preciso de  lei – como é o caso de uma que está sendo proposta em Criciúma no momento – para tornar obrigatória a execução dos hinos Nacional e do município nas instituições de ensino médio e fundamental, pelo menos uma vez por semana e em eventos ou datas comemorativas.  A construção da cidadania responsável começa assim, de forma consciente, sem imposição de lei.

Máfia

O jornalista catarinense Leandro Demori, editor da revista “Piaui”,  está lançando o livro-reportagem “Cosa Nostra no Brasil” (Companhia Das Letras, R$ 49,90 e 288 páginas) e vem ganhando boas críticas na mídia impressa nacional. O personagem central é o mafioso siciliano Tommaso Buscetta (1928-2000), preso no Brasil (em SC) em 1983. Deportado para a Itália, transformou-se no maior delator da Máfia, resultando na prisão de dezenas de dirigentes da organização.

Com Ancelmo

Este espaço não discorda do confrade Ancelmo Góes, de “O Globo” que fez reclamação do caso de 11 deputados dissidentes do PSB, um partido que, mesmo tendo, recentemente, “maneirado” seu estatuto, prega “socialização dos meios de produção considerados estratégicos e fundamentais ao desenvolvimento social, cultural e da democracia”. Mesmo com tal cartilha, devem migrar para o DEM, de corte liberal, cujo estatuto reconhece a “livre iniciativa como elemento dinâmico da economia”.

Prestígio

O escritor catarinense Deonísio da Silva, radicado no Rio de Janeiro, engorda seu invejável currículo com mais uma honraria. Ao lado de Antônio Carlos Secchin, poeta, ensaísta e crítico literário, e Marco Lucchesi, poeta, escritor, romancista, ensaísta e tradutor, foi eleito para integrar a secular Academia de Ciências de Lisboa, fundada em 1779. Os três já foram convidados a tomar posse, “quando se lhe proporcionar", como informado em comunicado.

Brava resistência

Faz bem (e é justo que seja) para o ego de Raimundo Colombo,  a má notícia que os brasileiros estão recebendo, ou seja, que o presidente  Michel Temer não resistiu e resolveu apelar para o contribuinte de impostos, a forma mais fácil de buscar dinheiro para seu falido governo. Como se sabe, o governador catarinense fez a promessa de não aumentar tributos,  e está conseguindo mantê-la.

Concessões

O governo estadual tornou pública proposta,  que mantinha sob reserva, de que está estudando com o Ministério dos Transportes a inclusão de parte das rodovias estaduais no pacote de concessão de trechos federais que cortam SC. Assim, a BR-280 vai incorporar a Dona Francisca e a Rodovia do Arroz. A rodovia Jorge Lacerda, que liga Gaspar e Blumenau à BR-101, entrará no pacote da BR-470. Com cobrança de pedágio, lógico, estimado em entre R$ 6 a R$ 7 para cada 60 quilômetros, no caso de automóveis.

Imprevisibilidade

Os 16 deputados federais de SC estão de volta ao Estado, às suas bases e, certamente, ouvindo muitas reclamações dos seus eleitores. Alguém pode perguntar: no retorno ao Congresso Nacional, vão complicar a vida do presidente Michel Temer? A maioria deles não  tem nem para si próprios uma resposta convincente para a pergunta.

Improbidade

De lavar a alma a condenação de duas servidoras públicas de Ermo que se candidataram à vereadores em 2016 só para gozarem licença remunerada de quatro meses. Uma conseguiu um voto e a outra nenhum. Outras condenações devem acontecer mais adiante, uma vez que o  MP-SC identificou outras 115 candidaturas suspeitas de servidores públicos no Estado em 2016.

Salamandra

Quem diria! O DEM e seu antecessor, o PFL, que teve em Jorge Bornhausen um de seus principais caciques, hoje no PSD, está ressurgindo das cinzas. Em 1988 tinha 105 deputados federais, número que caiu assombrosamente para 21 em 2014. Agora com Rodrigo Maia, que pode virar presidente da República, o partido tende a renascer e dobrar, no mínimo, sua bancada na Câmara. Não existe morte na política brasileira.

Flagra de Chico

As redes sociais não deixam escapar nada, ou quase nada. Foi por elas que o cantor e compositor Chico Buarque foi informado – e já acionou o advogado João Tancredo para as providências cabíveis – de um condomínio residencial de 28 apartamentos de 64 m2 de área privativa e custo de R$ 219 mil, com seu nome no bairro Cordeiros, em Itajaí.

Santo de casa...

O Atlético Paranaense tem atualmente 132 academias abertas e 12 mil alunos entre 3 e 15 anos matriculados. Torcedores catarinenses certamente desconhecem a existência de algo parecido envolvendo os seus principais clubes,  a não ser as escolinhas que funcionam dentro de seus estádios. E olhe lá. Sem isso gastam fortunas contratando profissionais.

Cabeça boa

De Jaraguá do Sul, 31 anos, titular do Atlético de Madrid, reserva de Marcelo na Seleção Brasileira, o lateral Felipe Luís, mostra que tem boa cabeça. Em recente entrevista à “Folha de S. Paulo” disse que prefere uma seleção vencedora do que ser titular da equipe.

 


Sobre o autor

Raul Sartori

Jornalista e colunista de política do Imagem da Ilha


Ver outros artigos escritos?