00:00
21° | Nublado

Coluna Mário Pinheiro- 2ª quinzena de setembro/2017

(Foto: Sidney Kair)

Publicado em 26/09/2017

CASA COR SC 2017

Os arquitetos Anna Maya e Anderson Schussler , inspirados na arquitetura das catedrais góticas, criaram para a Casa Cor SC 2017 o “Living para rezar...e Amar! ”. A pegada religiosa está na obra de arte encomendada ao artista plástico e grafiteiro Driin. A tela “Catedral”,com 4,5m x 2,00m é um dos destaques do ambiente, que apresenta um ar clássico despojado já característico da dupla. A mostra segue até dia 22 de outubro na Praça Getúlio Vargas, 194, centro.

Petit Pave 2                                                                    

Em continuação a nota da edição anterior, a Wkoerich anunciou a adoção da Praça Benjamim Constant. Será feita a revitalização de toda a praça, em que a premissa é seguir o projeto original da paginação do “petit pavê”. 

Representação internacional   

   

O arquiteto e urbanista brasileiro Roberto Simon é novo vice-presidente da União Internacional dos Arquitetos (UIA) para as Américas (Região 3). A eleição ocorreu no sábado, dia 9 de setembro, em Seul, na Coréia do Sul, durante o 26º Congresso Mundial de Arquitetos UIA.2017.SEOUL. Ele é o terceiro brasileiro a ocupar um cargo na direção executiva da entidade – os outros foram Jaime Lerner (presidente 2002/2005) e Miguel Pereira (vice-presidente das Américas entre 1999 e 2002).

NOVO OLHAR

Na reta final para repaginar a sua casa em 2017 e prepará-la para as festas de final de ano, a Casa Cor SC, que segue até o dia 22 de outubro, oferece um novo olhar à arquitetura e também é uma ótima opção para inspirar ideias, buscar bons profissionais. Além disso, é um entretenimento para toda a família. Quando estiverem por lá, não deixem de curtir também a Praça Getúlio Vargas, uma parceria do poder público e privado!

Dentro da temática ainda de um novo olhar, uma série de oficinas de arquitetura e urbanismo acontecem pela cidade, recentemente tivemos a experiência muito interessante no Morro das Pedras, junto com os moradores e usuários da região, os arquitetos assumem as rédeas, e o seu verdadeiro papel voltando a desenhar e planejar a cidade, fiquem atento à próxima oficina será sobre a nossa Ponte Hercílio Luz.

Parece-me que esta Prefeitura está mais atenta aos anseios da população e também tem a percepção das necessidades que a nossa cidade possui, em se desenvolver e crescer. Com a certeza de que estas ações tomem corpo e não fique somente no papel, uma evolução urbana para uma Capital desde que planejada é sempre bem-vinda.

Esse é o momento de fortalecer e incentivar a parceria púbica e privada, tendo em vista algumas experiências positivas e também o interesse das duas partes em proporcionar algo melhor para a cidade. Sabemos que o poder público não dá conta do recado, cabe a nós validarmos e concedermos o direito que a nossa cidade tem diante destas parcerias.


Sobre o autor

Mário Pinheiro

Colunista do Caderno de Arquitetura e Decoração do Imagem da Ilha


Ver outros artigos escritos?